sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Solstício das deusas 2013 | Edição SE


A Dança do Ventre também é conhecida por Dança do Leste, que é onde o Sol nasce. Sendo assim, é uma Dança que também faz referência ao Deus Sol! Este ano, nosso solstício de verão se inicia hoje, dia 21 de dezembro. Esse será um momento reservado para celebrarmos nossa luz, onde vocês nossos convidados, possam sentir um pouco de nossa energia brilhante! O solstício de verão está repleto de poder e magia, é um ritual comemorado há séculos e séculos e se mantém vivo ainda hoje por algumas pessoas que admiram e cultuam a natureza. Conhecido como ritual de Litha, esse é o momento de comemorar o dia mais longo do ano e agradecer as energias que chegam com o verão. Sintam o calor, o brilho e a energia de nossa Dança! 1º edição - Aracaju/SE Sejam bem vindos ao Solstício das Deusas!!



1. A AURORA
Sinais de um dia que nasce 
Abrilhanta o céu, clareia nossas vidas
Um alvorecer se manifesta
E um festejo se inicia.
Uma criança está chegando
Junto conosco ela celebra
Recebe o batismo de iluminação
E saudamos a sua chegada

Coreografia por: Gilmara Cruz. 
Bailarinas: Line Amorim, Carla Cavalcante, Amanda Nahid, Cláudia Maia e Ieda Fernandes (Alunas de Gilmara Cruz celebram a Aurora!)



2. ESTIGMA DO FESTEJO DA AURORA

Em silêncio arrastando a fímbria escura
Do tenebroso manto
Transpõe do ocaso os montes derradeiros.
Do mole sono lânguida desperta,
Rósea filha do sol, eu te saúdo!
Formosa virgem de cabelos d'ouro,
Que prazenteira os passos antecedes
Do rei do firmamento,
Salve, aurora! - quão donosa surges
Nos azulados topes do oriente
Tu lá no etéreo trono vaporoso
Entre cantos e aromas festejada,
Sorrindo escutas 
Das mil canções com que saúda a terra
O teu raiar sereno.


Estigma do Festejo da Aurora




3. INTI RAYMI

De origem mística
Esta é a festa sagrada do sol 
Celebrado pelo povo inca
Danças são realizadas
Em homenagem ao Deus Sol, Inti!!


Coreografia por: Gilmara Cruz
Bailarina: Bruna Meye


4. RITMO DO SOL 

Recebendo as expressões da grandiosa estrela da manhã
Sentimos em nosso corpo
Suas variadas manifestações
Da carícia levemente efetuada
Até o ardor que manifesta seu poder
Ritmos do Sol

Solo e coreografia por: Gilmara Cruz



5. A LUZ DO ORIENTE

Oriente encanto e magia
Grande luz que afaga a alma
A beleza de sua arte
Traz a magia da dança
E a luz do oriente

Coreografia: Cláudia Oliveira. 
Bailarinas: Cláudia Claudia Oliveira e Amanda Nahid





6. INFINITA LUMINOSIDADE

Subistes ao céu 
Ó grande estrela da manhã
Filha da Alva
Seu trono está acima das estrelas
Nas alturas está o poderoso trono
Brilhe, ó portador da Luz
Com sua Infinita Luminosidade

Solo e coreografia por: Nayara Borges



7. O NASCIMENTO DE MITRA

Mitra é a deusa pagã do Sol na mitologia persa. Na Índia e Pérsia representava a luz; significando a Divindade solar. Representa o bem e a libertação da matéria.
Perto de uma fonte sagrada
Debaixo de uma árvore
Nasce a Deusa Mitra


Solo e coreografia por: Fabiana Santos





8. RÁ, O DEUS SOL

Principal divindade da mitologia egípcia
Rá é o Deus Sol
Batizava as colheitas
E iluminava a todos
Criando a ordem divina

Solo de Tribal e coreografia por: Samile Dias


9. O CREPÚSCULO

Aquela cor tão áurea e radiante
Tomando as cores ternas e indecisas
Traz sombras em meu caminho
O tom que se esvaía
Deixa a noite cair
Transformando numa lúgubre harmonia
Ó crepúsculo, como sois doce e terno!


Coreografia por: Gilmara Cruz
Bailarinas: Amanda Nahid e Kátia Suzane




10. PUESTA DEL SOL

Na linha do entardecer
O Sol se despede
Grande poeta de luz
Agora descansa 
Ó belo por do sol
Sua luz esconde-se no horizonte


Solo e coreografia por: Lety Ártemis


11. IMPÉRIO DO SOL NEGRO

Um raio de sol espreita
Entre nuvens carregadas
Pequenas gotas de chuva caem
Escurecendo o céu 
Uma sombra se espalha
Elevando o Império do Sol Negro


Solo e improviso por: Gilmara Cruz